CAPÍTULO VII é è

Os Profetas, as Aparições e as Mensagens do Céu

 

CVII1 - Os profetas nas Sagradas Escrituras è

CVII2 - Profetas - homens comuns, mas obedientes a Deus e à Sua Hierarquia è

CVII3 - Os Profetas são sempre vítimas de perseguiçõe è

CVII4 - Lista das Principais Aparições de Jesus e da Virgem Mari è

 

Profeta é todo o medianeiro das Mensagens de Deus para os homens.

Há uns anos atrás, julgava eu que os profetas eram uma espécie extinta. Grande engano o meu. Grande engano o de todos que pensam como eu pensava. Os profetas sempre existiram desde os tempos bíblicos para cumprirem a sua missão de transmitir ao povo de Deus, através das Suas Mensagens, a sua Vontade, os Seus Desejos e os Seus Conselhos.

Mesmo dentro do Povo de Deus, sempre houve muito cepticismos quanto à veracidade das profecias, ou seja, sobre as Mensagens transmitidas pelos profetas. Cada vez veio aumentando este cepticismo em torno dos profetas, até à nossa época, em que então o descrédito é quase total. Porquê? Porque o povo tendo-se afastado de Deus, perdeu a Fé, julga-se capaz de viver independente de Deus, e cai nas malhas que o seu inimigo tece, e deixa por completo de acreditar que Deus se comunique com as Suas criaturas, como sempre o fez através da história. A ignorância sobre estes assuntos é fomentada pela apostasia que veio aumentando ao longo de todo este século. Os alicerces da Fé foram cuidadosamente minados pelo demónio. A aparição de falsos profetas ainda fez com que os verdadeiros fossem mais desacreditados, e assim se chega à situação desoladora em que nos encontramos hoje em dia. Foi decretada oficialmente, por aqueles que não acreditam neles, a extinção dos profetas. Só que, a existência de profetas só interessa aos que acreditam neles, pois só esses tiram proveito das profecias. Para os descrentes, é indiferente que eles existam ou não, pois em nada aproveitam, pois não acreditam.

Esta questão de acreditar nos profetas está intimamente ligada a outro facto, que é o de acreditar em Deus, acreditar em Jesus Cristo como filho de Deus, acreditar em Jesus Ressuscitado que nos ama e continua a falar connosco, através do Seus profetas. O direito de Deus se comunicar com os Seus filhos, é um direito de que Ele nunca abdicou ao longo de toda a história. Só contesta esta enorme verdade os que não têm Fé, os mesmos que se condenam a si próprios, só os cegos que não querem ver e que querem ser guias de outros.

Aquele que ama verdadeiramente a Deus, se chega com humildade para junto de Deus e Sua Mãe Santíssima, o Espírito Santo o ilumina e lhe dá a Fé necessária para poder acreditar na Revelação Bíblica e na Revelação Privada, levada a cabo através dos Profetas.

Hoje como sempre, e mesmo mais talvez do que em qualquer outra época, é importante acreditarmos nos profetas dos nossos tempos e seguirmos as profecias verdadeiras, ou seja, todas aquelas que dão bons frutos, aquelas que aumentam o nosso amor por Deus, que nos aproximam mais dEle, que nos fazem mais cumpridores dos Seus Mandamentos e da Sua Igreja, que levam à união e trazem a Paz.

 

 

CVII1 - Os profetas nas Sagradas Escrituras é

O Povo de Deus foi acumulando ao longo da sua história um largo património de sabedoria, dita popular, mas que foi ao longo dos séculos buscar as suas primícias à Sabedoria Divina, e sem o sabermos, muitos dos seus ditados, cheios de Verdade e Sabedoria, encontram-se no próprio texto da Bíblia, ou nos Salmos, ou no Eclesiástico ou nos Provérbios, ou em qualquer outro livro Bíblico.

Diz o velho ditado, que "o futuro a Deus pertence". Ora a única maneira de saber pois sobre o futuro, é recorrer a Deus, na medida exacta em que Deus quer dar a conhecer ao homem o que ele necessita para a sua salvação. Daqui ficam imediatamente excluídos todo o recurso a adivinhos, bruxas, magas negras e brancas, cartomantes, astrólogos, quiromantes, espíritas, mães de santo, e toda essa panóplia de filhos do diabo que pululam na nossa sociedade.

Só Deus conhece o futuro. Só Deus dá por Sua iniciativa a conhecer o futuro aos homens, quando Ele julga necessário fazê-lo.

O diabo não conhece o futuro. Nenhuma criatura pode ter acesso ao futuro, se ele não for desvendado por Deus através de um seu profeta.

Este conhecimento do futuro ou da possibilidade de certas ocorrências, já que é assim que toda a verdadeira profecia apresenta o futuro, há-de produzir bons frutos, os mesmos que enunciei acima: aumentarem o nosso amor por Deus, nos aproximarem mais dEle, nos fazerem mais cumpridores dos Seus Mandamentos e da Sua Igreja, nos levarem à União e trazerem a Paz.

Ora se nós queremos conhecer o advir da humanidade, só o podemos fazer através da busca das profecias que nos são confiadas através dos profetas de Deus.

Amós 3,7

7 Certamente o Senhor Deus não fará coisa alguma, sem ter revelado o seu segredo aos seus servos, os profetas.

Em 445 passagens Bíblicas são-nos referidos os profetas. Foi através dos profetas que nos chegaram os próprios textos Bíblicos.

A nós que não convivemos com Jesus Cristo na sua época, só nos chega a doutrina de Deus através dos profetas, entendendo com o profetas todo aquele que é portador da Mensagem de Deus para o homem, pela acção do Espírito Santo. Daqui a importância de acreditarmos na existência de Profetas e na sua missão.

Só através dos profetas, veiculadores das Mensagens de Deus para os homens, podemos ter conhecimento delas. Os profetas são para o Povo de Deus verdadeiros olhos.

Isaías 29,10-11

 10 Porque o Senhor derramou sobre vós um espírito de profundo sono, e fechou os vossos olhos, os profetas; e vendou as vossas cabeças, os videntes.

11 Pelo que toda visão vos é como as palavras dum livro selado que se dá ao que sabe ler, dizendo: Ora lê isto; e ele responde: Não posso, porque está selado.

 

Se queremos nos manter unidos a Deus, também temos de nos manter muito atentos aos profetas, de todos os tempos, muito em especial aos profetas dos nossos tempos.

Daniel 9,4-6.9-10

 4 E orei ao Senhor meu Deus, e confessei, e disse: Ó Senhor, Deus grande e tremendo, que guardas o pacto e a misericórdia para com os que te amam e guardam os teus mandamentos,

5 pecamos e cometemos iniquidades, procedemos impiamente, e fomos rebeldes, apartando-nos dos teus preceitos e das tuas ordenanças.

6 Não demos ouvidos aos teus servos, os profetas, que em teu nome falaram aos nossos reis, nossos príncipes, e nossos pais, como também a todo o povo da terra.

9 Ao Senhor, nosso Deus, pertencem a misericórdia e o perdão; pois nos rebelamos contra ele

10 e não temos obedecido à voz do Senhor, nosso Deus, para andarmos nas suas leis, que nos deu por intermédio de seus servos, os profetas.

 

Estes profetas são-nos enviados pelo próprio Jesus, a nós que pertencemos, em termos bíblicos, à mesma geração que com Ele conviveu.

S. Mateus 23,34-36

 34 Portanto, eis que eu vos envio profetas, sábios e escribas: e a uns deles matareis e crucificareis; e a outros os perseguireis de cidade em cidade

35 para que sobre vós caia todo o sangue justo, que foi derramado sobre a terra, desde o sangue de Abel, o justo, até o sangue de Zacarias, filho de Baraquias, que mataste entre o santuário e o altar.

36 Em verdade vos digo que todas essas coisas hão de vir sobre esta geração.

Deus, no seu infinito amor sempre nos alerta dos perigos em que nos querem fazer incorrer os nossos inimigos, e testemunhando isso, ficou-nos legado o cântico de Zacarias.

S. Lucas 1,70-71

70 assim como desde os tempos antigos tem anunciado pela boca dos seus santos profetas,

71 para nos livrar dos nossos inimigos e da mão de todos os que nos odeiam.

Todo aquele que quiser pregar os Evangelhos, missão que nos é confiada a cada um de nós por Jesus, tem de fazê-lo como o fazia S. Paulo em Roma. Dar testemunho de Jesus, também com recurso aos profetas.

Actos 28,23

 23 Havendo-lhe eles marcado um dia, muitos foram ter com ele à sua morada, aos quais desde a manhã até a noite explicava com bom testemunho o reino de Deus e procurava persuadi-los acerca de Jesus, tanto pela lei de Moisés como pelos profetas.

Como já vimos, Jesus na sua última ceia afirma que mandará profetas nos avisarem do que está para vir, através do Espírito Santo.

S. João 16,12-13

 12 Ainda tenho muito que vos dizer; mas vós não o podeis suportar agora.

13 Quando vier, porém, aquele, o Espírito da verdade, ele vos guiará a toda a verdade; porque não falará por si mesmo, mas dirá o que tiver ouvido, e vos anunciará as coisas vindouras.

No Apocalipse, também nos fica a certeza de que virão profetas para os nossos tempos, e não vão profetizar coisas agradáveis de se ouvir…

Apocalipse 11,10

 10 E os que habitam sobre a terra se regozijarão sobre eles, e se alegrarão; e mandarão presentes uns aos outros, porquanto estes dois profetas atormentaram os que habitam sobre a terra

 

CVII2 - Profetas - homens comuns, mas obedientes a Deus e à Sua Hierarquia é

Para quem inicia o contacto pelas primeiras vezes com profetas em que acredita, surge naturalmente a tendência, de os colocar num pedestal de os considerar como se estivessem acima de nós, quer em sabedoria quer em santidade, logo, superiores em importância, mérito e estatura. Ora, nada mais errado do que se deixar levar por esta tendência, natural, mas também suscitada pelo demónio.

Quando o diabo suscita esta tendência, está a tentar matar três coelhos com uma cajadada só. Por um lado está a tentar que nós prestemos mais atenção ao Profeta do que à profecia; por outro lado está a tentar pôr os profetas em comparação connosco, e assim, levando-nos a descobrir-lhes defeitos, que inevitavelmente têm, induzindo-nos a concluir da falsidade das suas profecias, por analogia e paralelismo com as suas fraquezas; e por último, tentar a que com as nossas atitudes, levemos a tratá-los de forma despropositada, conduzindo-os a tentações de soberba e vaidade.

Temos pois de assumir imediatamente à partida, aquilo que advém da experiência do longo contacto com profetas dos nossos tempos. Este termo de profeta, não há dúvida de que é muito forte para a mentalidade do homem do século 20, e talvez também por isso se utiliza mais o termo de vidente de Jesus ou da Virgem Maria. Atenção, este termo vidente não tem nada a ver com o os videntes espíritas, bruxos e magos das páginas amarelas ou anúncios de jornal. Aliás há profetas dos nosso dias, que não vendo Jesus ou a Virgem Maria, são profetas na mesma. As Mensagens podem ser através de locuções interiores ou de outro tipo, e não necessariamente acompanhadas de visão. Por esta razão continuarei a utilizar o termo de profeta, já que engloba todo o tipo de mensageiros. Dizia eu pois, que, estes profetas são invariavelmente pessoas humildes, simples, não gostam de dar nas vistas, são sempre católicos cumpridores e com forte desejo de santificação, obedientes a Deus e ao Papa João Paulo II e a toda a hierarquia a ele ligada, e não gostam coitados de serem tratados de outra forma, que não seja com uma fraternidade sincera e simples.

Os profetas dos nossos tempos, são pecadores a caminho de serem santos, como qualquer um de nós. As diferenças que podemos encontrar neles em relação a nós, é que normalmente eles se consideram piores que nós e de não serem merecedores de qualquer privilégio.

Se tivermos isto bem presente, nunca seremos tentados a cair em nenhuma das três tentações que descrevi acima. É assim que deve ser, pois os profetas, a partir do momento que são chamados por Deus para uma missão particular, não deixam de ser homens comuns para passarem a serem santinhos de altar ou anjinhos de prateleira. Continuam a ser criaturas de Deus, com as suas fraquezas humanas, com os seus pequenos defeitos humanos e sociais. Não passam a ser estrelas de cinema ou heróis de filmes, antes pelo contrário, são mais do que nunca atacados pelo demónio, que enraivecido, os ataca com redobradas forças.

Não haja dúvida no entanto, que a sua proximidade com Deus, em muitos aspectos os leva naturalmente a caminharem com mais determinação para a perfeição, e quando persistindo nesse caminho, normalmente, podemos encontrar sempre bons exemplos espirituais a serem seguidos na vida do dia a dia. Mas não mais do que isso.

A beleza dos profetas está normalmente na sua alma, não no seu corpo ou nos seus modos.

É na infinita Sabedoria de Deus que são estabelecidos os critérios de escolha dos Seus profetas, geralmente podendo nós constatar que são sempre criaturas simples, humildes e dóceis na obediência por natureza, os eleitos para tais tarefas. Assim, podemos comprovar isto, olhando para os pastorinhos de La Salette, os pastorinhos de Fátima, as rapariguinhas de Garabandal e por aí a for a até os nosso dias. Nunca são grandes senhores ou grandes intelectuais, ou se porventura o são, rapidamente o deixam de ser.

Jesus escolheu a Vassula, exactamente por estas razões.

Vassula, "Verdadeira Vida em Deus", 23-5-87

- A miséria atrai-Me. Em tudo, tu não és mais que um nada, um nada de nada! Mas, sendo nada, Eu sou tudo aquilo que tu não és, porque, quem terei Eu como rival? Não vejo rival, em ti, porque tu não és mais que um nada. E tal é a Minha delícia em ti, Minha filha!

 Vassula, "Verdadeira Vida em Deus", 10-11-87

 O Meu Reino será um Reino de Paz, de Amor e de Unidade. Escolhi Vassula, um ser incapaz e miserável, inútil e desprovido de eloquência. Escreve ainda isto (tinha já sentido Jesus e contemplei-O, embaraçada e hesitante): Sim, sem qualquer conhecimento fundamental da Minha Igreja, um trapo branco que Eu, o Senhor, sou livre de marcar apenas com as Minhas Obras, para que seja evidente que tudo quanto nele se encontra vem da Minha Boca. Toda a acção será realizada por Mim, através dela. Falarei por ela e agirei por ela. Formei-a, derramando as Minhas Obras nela, a fim de que ela possa ser a portadora desta Minha mensagem, que será conhecida.

Na Mensagem da Virgem Maria ao Padre Gobbi em 16 de Julho de 1973, fica bem claro o modo como muitos dos profetas são escolhidos.

Gobbi, 16-9-73

 Perguntas-Me por que te escolhi para propagar o meu Movimento, sendo tu tão inapto e incapaz?

Precisamente porque conheces o teu nada e miséria, perguntas: "Por que não escolheis outro mais apto e capaz?

Como podeis fiar-vos de mim, conhecendo bem as minhas infidelidades passadas?"

Meu filho, escolhi-te por seres o instrumento menos apto. Assim, ninguém dirá que esta Obra é tua!

 Para os profetas, o facto de o serem, normalmente representa uma cruz, com a qual eles têm de aprender a lidar no dia a dia. Essa cruz que eles têm de levar, devê-mo-la nós também ajudar a levar, na medida em que os tratarmos como na realidade devem ser tratados, como criaturas de Deus a quem foi pedida uma missão específica e aos quais todos temos obrigação de ajudar.

Nunca devemos pois avaliar um profeta, mas tão só, avaliarmos e discernirmos as suas profecias.

Se os frutos forem bons, então a profecia é boa e o profeta é verdadeiro. Se os frutos são maus, então a profecia é má e o profeta é falso. Mas, como o profeta é um instrumento de Deus, e que tal como um vitral que deixa passar a luz vinda do Sol, nem sempre se pode exigir que esse vitral seja um cristal puríssimo, assim a luz que nos chega pode estar colorida com as cores do vitral, e por isso pode haver coisas boas e más na profecia. Temos pois a obrigação de retirar o que for mau e reter o que for bom, como nos aconselhou S. Paulo na sua carta aos Tessalonicenses.

1Tessalonicenses 5,19-21

 19 Não extingais o Espírito,

20 não desprezeis as profecias,

21 mas ponde tudo à prova. Retende o que é bom

  

CVII3 - Os Profetas são sempre vítimas de perseguições é

Desde os Princípio dos Tempos que os Profetas de Deus são inexoravelmente perseguidos, e muitos, presos, torturados e mortos.

Pode-se mesmo afirmar que os verdadeiros profetas são sempre perseguidos, caluniados, difamados, escorraçados, e muitos deles chegando a dar a própria vida. Este é um sinal da sua veracidade. Aliás é compreensível que assim seja, já que o seu Deus e Senhor, Jesus Cristo, passou pelas mesmas coisas, pelas perseguições, pelas calúnias que lhe levantavam e por fim acabaram por O crucificar numa cruz. Não foi por acaso que Jesus disse: Quem Me quiser seguir, pegue a sua cruz e siga-Me.

S. Mateus 16,24

24 Então disse Jesus aos discípulos: Se alguém quiser vir após mim, negue-se a si mesmo, tome a sua cruz, e siga-me.

Jesus, no Sermão da Montanha, pregando sobre as bem-aventuranças, disse premiar todos aqueles que forem perseguidos em Seu nome.

S. Mateus 5,11

 11 Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguiram e, mentindo, disserem todo mal contra vós por minha causa.

Da mesma forma, S. Pedro na sua primeira Epístola afirma o mesmo.

1S. Pedro 4,14

14 Se pelo nome de Cristo sois vituperados, bem-aventurados sois, porque sobre vós repousa o Espírito da glória, o Espírito de Deus.

No tempo de Jesus, falando Ele asperamente sobre o que o povo havia aos profetas, revela bem o que havia acontecido.

S. Mateus 23,29-31

29 Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! porque edificais os sepulcros dos profetas e adornais os monumentos dos justos

30 e dizeis: Se tivéssemos vivido nos dias de nossos pais, não teríamos sido cúmplices no derramar o sangue dos profetas.

31 Assim, vós testemunhais contra vós mesmos que sois filhos daqueles que mataram os profetas.

Hoje passa-se a mesma coisa em relação aos profetas dos nosso tempos.

Os pastorinhos em Fátima, foram perseguidos e presos e apelidados de mentirosos, e a tal ponto esta perseguição lhes foi movida, que a maçonaria explodiu com uma bomba a primeira Capelinha das Aparições que foi construída.

Os pastorinhos de La Salette também foram caluniados e perseguidos.

As rapariguinhas de Garabandal foram caluniadas e perseguidas.

A Vassula é perseguida, caluniada e deturpadas as suas intenções e as suas mensagens.

Vassula, "Verdadeira Vida em Deus", 10-11-95

 Uma verdadeira multidão se erguerá para te ferir

- Paz, Minha filha. Escuta: os que hoje te tratam impiedosamente, terão, um dia. que encontrar-se Comigo face e face e prestar-Me as suas contas... Então, não se atreverão a dizer-Me: "Que mal fizemos nós?", porque Eu Mesmo lhes mostrarei as impressionantes chagas que a sua arrogância fez no Meu Corpo... E na medida da flagelação que deles recebi diariamente, Eu Mesmo lhes pronunciarei a Minha sentença... Receberão dez vezes mais que a sua medida.

Minha filha, semelhança da Minha Imagem, és sem dúvida a mensageira mais atormentada que Eu terei enviado à terra, mas também a mais privilegiada: concedi-te o privilégio da Minha Coroa de Espinhos, dos Meus Cravos e da Minha Cruz: elevei-te, para seres o Meu poderoso Sinal de rejeição: a rejeição do Meu Amor... Ah! Tantos de vós estais mergulhados no mesmo sono.

Sim, uma verdadeira multidão se erguerá para te ferir, tal como uma multidão se ergueu para Me ferir e Me crucificar a Mim. Muitos falsos testemunhos aparecerão no último instante, a testemunhar falsamente contra ti, do mesmo modo que muitos se levantaram para testemunhar falsamente contra o teu Salvador. Com efeito, acentuarão violentamente as suas acusações contra o sangue inocente.

Vês? O que eles Me fizeram a Mim ser-te-á feito a ti, mas apenas na medida em que a tua alma o possa suportar. A traição continuará, clamando, por toda a parte, que és um falso profeta. Tal como os Meus guardas fizeram chacota de Mim, batendo-Me, escondendo-Me tudo ao bater-Me, vendando-Me os olhos, batendo-Me, cada um por sua vez, ao perguntar-Me: "Adivinha, profeta! Quem te bateu?", tu parecerás perdida, aos olhos do mundo, como Eu, teu Senhor, pareci perdido, na Minha Cruz.

A Luz Amparo Cuevas em Espanha também é caluniada e difamada e perseguida. Jesus fala-lhe sobre os que a perseguem, na sua mensagem de Dezembro de 97.

Escorial, 6 de Dezembro de 1997

O Senhor:

Meus filhos, disse-vos que seriam perseguidos, e assim é. Há um semeador de joio que vai de boca em boca semeando a joio, a calúnia e a mentira. Eu o filho de Deus vivo, ver-me-ei obrigado a aplicar a minha justiça implacável sobre a injustiça, sobre o ódio e a mentira. Tu pede por essas almas, minha filha, especialmente por esta que te vou indicar; indico-ta, para que peças por ele. É ele que semeia o joio, discórdia e mentira, mas, amo tanto a sua alma… porque também derramei o meu sangue por ela. Faz sacrifícios e penitência, para que veja a luz, minha filha. Está obcecado nas trevas e não quer ver a luz; é obsessão o que tem, meus filhos, e nada será bom o que fizerdes.

Luz Amparo:

Eu te peço Senhor, que descarregues a tua justiça sobre mim, e não sobre ele, é uma alma à imagem e semelhança tua. Eu repararei os seus pecados, as suas incompreensões e sua falta de caridade e de amor. Eu sei quem é.

O Senhor:

Ensinei-te a que peças por ela, minha filha. Reza e faz sacrifícios para que veja a verdade.

Luz Amparo:

Descarrega sobre mim a tua justiça, Senhor, que eu a aceito; para isso me escolheste.

 A Amparo Cuevas, apesar de vítima das calúnias e das mentiras do seu perseguidor, ainda pede para Jesus lhe perdoar e ser ela a pagar pelas suas faltas… Este é selo verdadeiro de amor e fidelidade a Deus.

 Já a Virgem Maria lhe havia falado também das calúnias de que ela seria vítima, na mensagem de Novembro de 97.

Escorial, 1 de Novembro de 1997

 A Virgem Maria:

As minhas palavras vão-se encurtando, porque, meus filhos, tudo o que fui recordando; o Evangelho, palavra por palavra, para que os homens não o esquecessem. Tu minha filha, pensa que estás para sofrer, e que os inimigos mais dolorosos são os que estão mais próximos de ti. Não sofras porque essas almas se tenham ido, minha filha. No final acabou o demónio por vencer nelas, porque deixaram-se conduzir por ele. Tu que deste confiança, minha filha, e elas, em contrapartida espetaram o aguilhão; mas o demónio está movendo o inferno inteiro contra esta obra; mas Deus está por cima de todas estas coisas, minha filha. Esta traição que fizeram a esta obra, minha filha; Deus é o autor de dar e tirar as graças. A infidelidade de uma alma é muito grave. Como com enganos e mentiras, o demónio as deslumbrou! Não há nada, minha filha, oculto aqui, que nada te assuste, são vinganças que o demónio mete nas almas, mas tudo está cristalino e transparente.

Te caluniarão, te ultrajarão, te levantarão falsos testemunhos, não te disse? E sabes, minha filha, que te repeti ultimamente muitas vezes. Claro, minha filha, o demónio deixa-os cegos, e fá-las ver onde não há; e ele não foi só, arrastou um montão de almas. Foi melhor, minha filha, que se tenha ido embora essa alma que tentava arrastar as demais. Se Deus tira o bem do mal, minha filha! O melhor se passou. Tu deste confiança, amor e carinho e te devolveram desprezos, calúnias e mentiras. Mas eu ensinei-te a não lutar contra o inimigo, mas sim a dar bálsamo, caridade e amor.

Jesus, já tinha assegurado à Amparo Cuevas qual era o selo seguro da autenticidade dos verdadeiros profetas - a perseguição, a calúnia e as mentiras que lhe movem aqueles que desprezam as graças que Deus põe ao seu dispor, pois só os justos são perseguidos, caluniados e difamados pelos maus.

Escorial, 2 de Agosto de 1997

  O Senhor:

Minha filha, tu nem sofras nem pela calúnia nem pelo desprezo. Isto é de Deus e o que é de Deus, ninguém pode derrubar. É o selo mais seguro, a perseguição e a calúnia, de que isto é obra de Deus, minha filha. Só os cegos que vivem na obscuridade, não querem abrir os seus olhos para verem a luz, mas, minha filha, tu sê fiel ao sim que deste, e quantas mais perseguições e mais calúnias, mais certo é o selo de Deus.

É impressionante, como estas mensagens dadas em Espanha, se encaixam perfeitamente às calúnias que três mulheres desencadearam em Portugal contra dois rapazes venezuelanos, videntes de Nossa Senhora. Estes dois rapazes puros e inocentes têm feito em Portugal e por todo o mundo um apostolado maravilhoso e cumprido uma missão importantíssima. Todas as 4ªs feiras, Nossa Senhora aparece e lhes dá uma Mensagem para o mundo, que no seu conjunto devem ser as segundas mais extensas que A Virgem Maria deu na Terra. Os frutos de conversão, oração e penitência do trabalho de apostolado que estes dois rapazes fizeram em Portugal, estão patentes aos olhos de todos. Só as três caluniadoras não vêem, porque ficaram cegas pelo orgulho. Em Portugal, o José Luís Matheus e o Juan António Gil foram e continuam sendo caluniados e difamados por aquelas três mulheres neuróticas e tresloucadas, uma das quais recebe tratamento psiquiátrico no Porto e não faz outra coisa se não andar por todo o lado a persegui-los, por não ter conseguido os seus intentos sórdidos de luxúria e devassidão em relação a um deles. Este é o modo pelo qual opera o demónio, espalhando a mentira, a calúnia e a confusão, conseguindo lançar a dúvida e enganar a muitos. Aquelas mulheres que os acompanharam e receberam deles toda a compreensão, voltaram-se contra eles e apunhalaram-nos pelas costas, tal como Judas com Jesus Cristo. Qual foi a resposta que eles deram? Amor e oração, tal como testemunhado no excerto de uma carta que eles me escreveram quando estavam em Jerusalém.

Carta de José Luis Matheus sobre as calúnias de que é alvo.

 13 de Maio de 1997

Tomámos conhecimento de que continuam correndo rumores sobre nós. Pela nossa parte dizemos-lhes que não se preocupem, continuem rezando e pedindo muito a S. José, porque ele nos disse que é o custódio de todas as obras de Jesus e de Maria, e que esta obra, ele a está custodiando. E por outro lado recordem que é precisamente nas provas, quando Deus nos oferece a oportunidade de poder demonstrar-lhe o nosso amor por Ele e a nossa fidelidade.

Da mesma maneira que o ouro é purificado pelo fogo, para que assim seja limpo das impurezas e imperfeições, também as nossas almas são aquilatadas com as provas. Recordem que quanto mais sofremos, mais unidos estamos à Cruz de Jesus, e ao pé da Cruz sempre está Maria.

Assim, pois, ânimo e perseverem na oração, pois Jesus nos disse no Evangelho, que não há nada oculto que não chegue a revelar-se.

Esperamos no Senhor e confiamos nEle, que é nossa defesa, nosso refúgio e nosso escudo.

Continuem rezando por nós, que nós continuamos a rezar por vós.

A Virgem Maria prevenira-nos em La Salette de que estas coisas aconteceriam.

Mensagem de La Salette

 No ano de 1864 Lúcifer, com grande número de demónios serão soltos do Inferno. Abolirão a Fé pouco a pouco, até entre as pessoas consagradas a Deus; cegá-las-ão de tal maneira que a menos que tenham uma graça particular, essas pessoas tomarão o espírito desses maus anjos.

Depois da sua passagem por Portugal, deixaram também o diabo furioso. De tal maneira, que não tardou em os atacar furiosamente através daquelas 3 mulheres tresloucadas, que os perseguiram e continuam perseguindo impiedosamente. Uma delas, já como as outras com idade para serem mães deles, tentando desesperadamente levá-los ao pecado! Esta mulher, tem sido uma fiel serviçal de satanás, e nada tendo conseguido das suas macabras intenções, começou numa campanha difamatória, com mentiras, calúnias e invenções torpes. Quem conhece esta criatura, que já quase todos evitam, naturalmente já se apercebeu de que todas as coisas que ela diz, são mentiras. No entanto, quem não a conhece pessoalmente e também não privou e teve contacto com o José Luis e o Juan Antonio, naturalmente fica abalado com as mentiras incríveis que ela conta. De facto, nós, homens vulgares de Lineu, não estamos acostumados a lidar com criaturas desalmadas, mentirosas e maléficas, do calibre desta. Por isso, daqui deixo um conselho amigo: "Quem com ela se encontrar, fuja". Porque como dizia um grande Santo: "Só há uma batalha que nós ganhamos se fugirmos dela, e essa batalha é a travada contra o demónio". Se lhe fizermos frente, vamos perdê-la de certeza. Com estas mulheres, movem-se dezenas, se não forem milhares de demónios, sinistros e maldosos, que nos fazem mal, lançando-nos persuasivamente mentiradas inimagináveis, que nos conduzirão quase inevitavelmente à dúvida. Estas dezenas de demónios poderosos que andam por onde vai esta mulher, são aqueles a quem Lúcifer atribuiu a tarefa de atacar os dois videntes, para desacreditá-los, e impedir que a sua missão se cumpra, bem como o Plano do Imaculado Coração de Maria.

Estas criaturas são à semelhança de Judas, que traiu Jesus e o entregou para ser crucificado, os instrumentos privilegiados de satanás para impedir que os desígnios do Imaculado Coração de Maria se cumpram em Portugal, e tal como Judas, provavelmente só acabarão a sua macabra campanha, quando como ele, derem entrada no inferno. Eu pessoalmente, tenho fortes dúvidas de que esta mulher possuída por um ódio exasperado, levado à loucura e a níveis inacreditáveis, consiga encontrar arrependimento para o pecado gravíssimo que comete contra o Oitavo Mandamento. Não se trata aqui de um julgamento que faço, mas tão só de uma constatação de factos evidentes, públicos e constantes no tempo, e que são praticados aos olhos de todo o mundo. Para todas as mentiras e calúnias graves que tem vindo a espalhar, e para as quais tenho em meu poder provas concretas e contrárias, ela imediatamente arranca para novas invenções mirabolantes. Este monstro semelhante a uma mulher gastou milhares de contos, viajando atrás daquelas duas criaturas boas e inocentes, de país para país, tentando seduzi-los. A ela dizíamos para não ir. A eles dizíamos para não deixarem que ela fosse, ao que eles coitados, encolhendo os ombros diziam que nada podiam fazer. E foi ao fim de tudo isto, despeitada por não ter recebido o que pretendia comprar a peso de ouro, que arrebentou a sua cólera e iniciou a sua vingança.

A outra mulher, move-se num isolamento orgulhoso e elitista. Para o seu dia a dia, usa de métodos de bruxaria para discernir, nomeadamente, pautando todas as suas actuações pela abertura mecânica de um livro da Vassula, encontrando nele um sim ou um não, às perguntas que coloca. Utiliza assim um método de oráculo, de cartomancia, ou seus equivalentes, que nada tem a ver com a Doutrina e a Liturgia da Igreja Católica, e se presta às mil maravilhas portanto, para dar lugar a que seu director espiritual, o demónio, actue. Foi numa destas sessões de bruxaria que "deus" lhe terá dito que os dois videntes eram falsos...

A terceira mulher é uma espanhola, coitada também, por ter acreditado nas falsas confissões da primeira, que não se importando esta última de emporcalhar a sua reputação com falsas confissões, aliás o que faz à boca pequena com quantos pretende enganar, afiança com juras de que perpetrou pecados com os videntes, envenenando assim até algumas almas mais desprevenidas com acontecimentos medonhos que só existiram nos pesadelos da sua mente perversa e tresloucada.

Esta espanhola, levada pelos espíritos de maus anjos de que nos falou a Virgem Maria em La Salette, embarca também em viagens e expedições caluniadoras por todo o lado.

Estas coisas, têm de ser ditas claramente, sem medos, porque trata-se de desmascarar a mentira e os mentirosos, que tanto mal fazem ás pessoas, impedindo a acção do Espírito Santo e o consequente derramamento de Graças sobre todos nós.

José Luis, Portugal, Morelinho, em casa da família Simões,

17 de Janeiro de 1996

 É necessário, meus filhos, edificar uma muralha contra o inimigo e as suas malícias,

Satanás com os seus subtis enganos, arrasta muitos filhos à perdição e ao pecado.

Padre Gobbi 8 de Setembro de 1985

 A causa desta tão vasta difusão de erros, e desta grande apostasia são os Pastores infiéis. Eles silenciam, quando pelo contrário devem falar com coragem, condenando o erro e defendendo a Verdade. Não intervêm, quando devem desmascarar os lobos vorazes, que se introduzem no rebanho de Cristo, camuflados com vestes de cordeiro.

São Paulo também nos exorta a expulsarmos os maldizentes do seio das nossas comunidades, dos grupos de oração.

1Coríntios 5, 11-13

11 Mas agora vos escrevo que não vos comuniqueis com aquele que, dizendo-se irmão, for devasso, ou avarento, ou idólatra, ou maldizente, ou beberrão, ou ladrão; com esse tal nem sequer comais.

12 Pois, que me importa julgar os que estão de fora? Não julgais vós os que estão de dentro?

13 Mas Deus julga os que estão de fora. Tirai esse iníquo do meio de vós.

Apesar de tudo isto, temos de continuar a rezar muito por estas mulheres, porque estão em grave risco de perderem as suas almas.

 Este caso de calúnia passado em Portugal, mereceu um pouco mais de atenção da minha parte, porque é característico de outras perseguições e calúnias movidas contra todos os verdadeiros videntes, noutras partes do mundo. Mostram sempre uma face feia e medonha da mentira despudorada. Considerei pois importante, nós aqui em Portugal, tentarmos exemplificar com um caso concreto e, muito superficialmente, tentar desmascarar uma acção diabólica.

Assim ficou bem claro uma vez mais que todos aqueles que são de Deus, têm de ser perseguidos, caluniados, maltratados como Jesus o foi na Sua vida terrena. A resposta que os dois jovens videntes deram a esta mulher, foi de recomendar a todos nós, simplesmente, que não nos preocupássemos com eles e rezássemos muito por ela, pois a sua alma corria grave risco. Aliás, uma alma carismática das nossas boas relações, que vem muito a Portugal, confirmou que ela estava possuída pelo demónio. Mesmo antes de toda esta perseguição ter sido desencadeada pelo demónio através destas duas mulheres portuguesas, o José Luis tinha-nos avisado que o demónio ia fazer todos os possíveis para que a promessa feita pela Virgem Maria em Fátima, de que o dogma da Fé se manteria em Portugal, não se cumprisse; que o demónio ia fazer os possíveis para que os desígnios que o Imaculado Coração de Maria tem para Portugal, não se cumprissem.

Uma vez mais, as pérolas trazidas pela Virgem Maria a Portugal, por intermédio do José Luis e do Juan Antonio, têm infelizmente sido calcadas aos pés por algumas almas danadas, por almas orgulhosas, mirradas pelo ódio e pelo despeito.

Em contrapartida, almas místicas em Portugal confirmaram a autenticidade das Aparições e das Mensagens dadas ao José Luis Matheus. A análise detalhada das Mensagens completas em nosso poder, bastante divulgadas e também publicadas num importante livro do Xavier Reys Ayral, levaram a concluir, todos os que as estudaram, que estão 100% de acordo com a Santa Doutrina da Igreja Católica e que contêm grandes ensinamentos para quem queira percorrer os caminhos da santidade. E como só pelos frutos se vê a árvore, a testemunhar a Divina proveniência destas Mensagens, estão, bem patentes a todos, as maravilhas operadas em Portugal.

A estas Aparições e Mensagens, bem como aos dois jovens videntes, para além dos milhares de leigos que já presenciaram as Aparições e que conheceram as Mensagens, foi também dado o incondicional apoio do Padre René Laurentin, o maior mariólogo da actualidade, do padre Pedro Colmenares, seu director espiritual nomeado pelo Arcebispo de Maracaibo, cidade onde residem, bem como muitos padres e religiosas pelo mundo fora, que com eles privaram e conviveram.

No final das contas, só aquelas três mulheres se lançaram nos braços de satanás, espalhando o seu veneno por todo o lado.

Temos de continuar a rezar muito por elas…

Na verdade não se pode ser de Deus sem se ser alvo dos ataques do eterno inimigo de Deus e dos homens.

1Coríntios 4,9-13

9 Porque tenho para mim, que Deus a nós, apóstolos, nos pôs por últimos, como condenados à morte; pois somos feitos espectáculo ao mundo, tanto a anjos como a homens.

10 Nós somos loucos por amor de Cristo, e vós sábios em Cristo; nós fracos, e vós fortes; vós ilustres, e nós desprezíveis.

11 Até a presente hora padecemos fome, e sede; estamos nus, e recebemos bofetadas, e não temos pousada certa

12 e nos afadigamos, trabalhando com nossas próprias mãos; somos injuriados, e bendizemos; somos perseguidos, e o suportamos

13 somos difamados, e exortamos; até o presente somos considerados como o refugo do mundo, e como a escória de tudo.

 

É imperioso que tomemos conhecimento e consciência do perigo que todos corremos se não nos convertermos inteiramente a Deus!...

Não nos esqueçamos da parábola do rico e de Lázaro...

Lucas 16,19-31

 19 Acrescentou ainda: "Havia um rico que se vestia com fatos caríssimos e todos os dias fazia grandes festas.

20 Havia também um pobre, chamado Lázaro, coberto de chagas, que costumava ir para a porta do rico,

21 para ver se ao menos comia as migalhas que caíam da sua mesa. Mas até os cães vinham lamber-lhe as chagas.

22 O pobre morreu e foi levado pelos anjos de Deus para junto de Abraão. O rico também morreu e foi enterrado.

23 No lugar de sofrimento onde se encontrava, levantou os olhos e viu lá longe Abraão e Lázaro com ele.

24 Disse então em voz alta: "Pai Abraão. Tem pena de mim e manda Lázaro molhar na água a ponta do dedo e vir refrescar-me a língua, porque sofro horrívelmente neste fogo!"

25 Mas Abraão disse-lhe: "Lembra-te, meu filho, que em toda a tua vida só tivestes coisas boas, enquanto Lázaro só teve males. Agora ele é consolado e tu atormentado.

26 Além disso, há um grande abismo entre nós e vocês, de modo que nem os de cá podem passar para lá, nem os daí para aqui."

27 E o rico exclamou: "Peço-te, pai Abraão, que mandes Lázaro a casa de meu pai.

28 Tenho cinco irmãos e se Lázaro lá fosse avisá-los já não vinham para este lugar de sofrimento."

29 Respondeu-lhe Abraão: "Para isso têm os ensinamentos de Moisés e dos profetas. Que lhes prestem atenção.

30 "Mas o rico disse: "Não pai Abraão. É que se alguém dos que já morreram lá fosse falar-lhes, eles arrependiam-se dos pecados."

31 Mas Abraão respondeu: "Se não fazem caso de Moisés e dos profetas, também não acreditarão num morto que volte à vida."

 Não foi por acaso que S. Paulo na segunda carta a S. Timóteo adverte que todos os que quiserem viver segundo Jesus, serão perseguidos.

2Timóteo 3,10-12

 10 Tu, porém, tens observado a minha doutrina, procedimento, intenção, fé, longanimidade, amor, perseverança,

11 as minhas perseguições e aflições, quais as que sofri em Antioquia, em Icónio, em Listra; quantas perseguições suportei! e de todas o Senhor me livrou.

12 E na verdade todos os que querem viver piamente em Cristo Jesus padecerão perseguições.

CVII4 - Lista das Principais Aparições de Jesus e da Virgem Maria é

Esta lista das Principais Aparições e Mensagens não pretende ser exaustiva, mas tão só apresentar as mais significativas. Muitas que ficam de fora, podem-se dever ao facto de terem sido consideradas falsas pela Igreja ou pelo bispo local, terem um âmbito muito restrito, serem demasiado recentes e não ter conhecimento delas, ou simplesmente por ignorância minha.

Estas Aparições encontram-se em diferentes estágios face à Igreja.

Quando se dá uma Aparição, ela começa a ser investigada primeiro localmente pela diocese em que se deu. Nesta fase de investigação, pode merecer a aprovação ou reprovação do Bispo local. Após esta fase, o Bispo Local envia para o Vaticano o Processo que vai prosseguir a Investigação, após o que delibera finalmente ser de origem Divina as Aparições e então essa Aparição fica oficialmente Aprovada pela Igreja, ou, ainda em fase de Investigação, pode emitir um parecer favorável mas não definitivo.

Os Pareceres do Vaticano, através da sua "Congregação para a Doutrina da Fé", da qual é superior o Cardeal Ratzinger, pode emitir os seguintes pareceres:

O Parecer de Aprovação Oficial é «Constat de Spiritualitatis».

O Parecer Provisório Favorável é « Non Constat de Spiritualitatis».

O Parecer de Reprovação Oficial é «Constat de Non Spiritualitatis».

Todas as fases de Investigação podem demorar anos infindos e inclusivamente durante o seu decurso, sofrerem modificações radicais, quer a nível das dioceses, que a nível do Vaticano.

Para as Aparições posteriores ao ano 1000 que a seguir apresento, só refiro três categorias quanto à posição da Igreja:

- Aprovada oficialmente pela Igreja <Igreja>

- Aprovada pelo Bispo da Diocese <Bispo>

- Em Investigação pela Igreja <Investigação>

LISTA DE APARIÇÕES

Datas, Local, País, Videntes <Categoria>

1344 - 1370 Suécia, Santa Brígida <Igreja>

1347 Sena, Itália, Santa Catarina <Igreja>

1531 Guadalupe, México Juan Diego <Igreja>

1600 Agreda, Espanha, Irmã Maria de Jesus Agreda <Igreja>

1774 - 1824 Westfália, Anne-Catherine Emmerich <Igreja>

1830 Rue Du Bac, França, Catarina Labouré <Igreja>

1836 Paris, Father Genettes <Igreja>

1840 Blangy, França, Irmã Justine Bisqueyburn <Igreja>

1846 La Salette, França, Melanie Calvat e Maximin Giraud <Igreja>

1858 Lourdes, França, Bernadette Soubirous <Igreja>

1862 Itália, S. João Bosco <Igreja>

1871 Pontmain, França, Eugene and Joseph Barbadette <Igreja>

1876 Pellevoisin, França, Estelle Faguette <Igreja>

1877 Gietrzwald, Polónia, Justyna Szafrynska, Barbara

Samulowska <Igreja>

1878 Corato, Itália, Luisa Piccarreta <Bispo>

1879 Knock, Ireland, 15 pessoas <Igreja>

1888 Roma, Itália, Papa Leão XIII <Igreja>

1904 Polónia, S. Maximiliano Kolbe <Igreja>

1917 Fátima, Portugal, Irmã Lúcia, Francisco e Jacinta <Igreja>

1922 Montreal, Canadá, Georgette Faniel

1925 Tuy, Espanha, Irmã Lucia circa

1932 Beauraing, Bélgica, 5 Vizinhos e multidão <Igreja>

1933 Banneaux, Bélgica, Mariette Beco <Igreja>

1933 - 1955 Balasar, Portugal, Alexandrina Costa <Bispo>

1937 Polónia, Irmã Faustina Kovalska <Igreja>

1940 - 1961 Itália, Maria Valtorta <Bispo>

1947 Tre Fontane, Rome, Bruno Cornacchiola <Bispo>

1948 Lipa, Filipinas, Noviça Teresita <Investigação>

1959 San Giovanni Rotondo, Itália, Padre Pio <Igreja>

1961 - 1965 Garabandal, Espanha, Conchita González,

Mari Loli Mazon, Jacinta González, Mari Cruz González

<Investigação>

1964 São Damiano, Itália, Mama Rosa Quattrini <Investigação>

1965 - 1980 França, Margarida <Bispo>

1968 Itália, Mama Carmela Carabelli <Investigação>

1968 Zeitun, Egipto, Thousands <Igreja>

1971 Rome, Itália, Marisa Rossi <Investigação>

1972 - 1978; 1982 Dozule, França, Madeleine Aumont

<Investigação>

1972 Milão, Itália, Padre Stefano Gobbi <Bispo>

1973 Akita, Japão, Irmã Agnes Sasagawa <Bispo>

1974 - 1977 Itália, Padre Ottavio Michellini <Investigação>

1976 Betânia, Venezuela, Maria Esperanza e outros <Bispo>

1980 El Escorial, Espanha, Amparo Cuevas <Investigação >

1980 Cuapa, Nicarágua, Edward Bernardo Martinez <Igreja>

1981 Millbury , Massachusetts, USA Eileen George <Bispo>

1981 Medjugorje, Bósnia-Herzegovina, 6 videntes <Investigação>

1981 Kibeho, Ruanda, Seis raparigas e um rapaz <Bispo>

1982 Damasco, Síria, Myrna Nazzour <Bispo>

1985 Naju, Coreia, Julia Kim <Investigação>

1985 - Presente Suiça, Vassula Ryden <Investigação>

1986 Manila, Filipinas, numerosos soldados<Bispo>

1987 Ucrânia, Josyp Terelya, Maria Kizyn e multidão <Bispo>

1987 Roma, Itália, Sr. Anna Ali <Bispo>

1987 Midwest, USA, Mariamante <Bispo>

1987 - Presente Medjugorje, Jugoslávia, Frei David Lopez,

<Bispo>

1988 Achill, Irlanda, Christina Gallagher <Investigação>

1988 - Presente Dozulé, França, Fernanda Navarro

<Investigação>

1989 Marlboro, New Jersey, Joseph Januszkiewicz <Investigação>

1990 - 1995 Litmanova, Eslováquia, Ivetka Korcakova and Katka

Ceselkova <Igreja>

1991 Arkansas & Texas, USA, Cyndi Cain <Investigação>

1993 - Presente Maracaibo, Venezuela, e pelo mundo fora,

José Luís Matheus e Juan António Gil <Investigação>

1993 Belleville, Illinois, USA, Ray Doiron <Bispo>

Esta lista com 57 conjuntos de Aparições, das quais muitos deles contam com centenas de aparições em diferentes datas, como por exemplo Garabandal onde se deram mais de 2000 Aparições da Virgem Maria, podemos ver a imensidão do trabalho desenvolvido pelo Céu neste milénio, muito em especial neste último século.

E atenção a uma coisa: As que foram aprovadas oficialmente pela Igreja, passaram por uma investigação tão longa, completa e rigorosa, que na maior parte das vezes daria para fazer esmorecer qualquer cristão, levando a crer que os encarregados de tal espinhosa missão não devem ser católicos de boa-vontade. Todas elas, as que foram oficialmente aprovadas pela Igreja, apresentaram circunstâncias que não são explicáveis pela ciência e nelas foram detectados factos sobrenaturais.

Muitas das que estão ainda a ser investigadas, nomeadamente as de Alexandrina Costa, Garabandal, Escorial, Padre Gobbi, Vassula, José Luís Matheus, Fernanda Navarro e outras, pelo simples facto de ainda não terem sido aprovadas, não deixam de ser tão incríveis, maravilhosas e verdadeiras como as que já foram aprovadas.

Se nomeadamente Fátima demorou 13 anos a ser aprovada, muitas das actuais Aparições que ainda estão a decorrer, verão concretizadas, bem antes de serem aprovadas pela Igreja, as suas grandes profecias. Bem que se vai dizer que o Amor de Deus pelo homem é tão grande, e tão morno está o amor de algumas Congregações do Vaticano por Deus, que nestes casos "o Céu andou com o carro à frente dos bois"… ou será que foram as Congregações que meteram os bois atrás dos carros…?

Destas 57 Aparições vamos analisar um pouco mais em detalhe os aspectos mais importantes das que aparecem a negrito, pois foram as que apresentaram maior informação sobre o que iria suceder nestes Últimos Tempos. Não será dado um panorama global de cada uma delas, mas sim, extrair-se-á o necessário e suficiente de cada, para no somatório desses extractos, ter uma visão global da Mensagem que o Céu quis transmitir ao mundo.

Este desenvolvimento das 16 Aparições e Mensagens será feita no Volume 2 desta Obra, que é parte integrante e fundamental deste Tratado, e servirá de aprofundamento aos temas desenvolvidos neste Volume 1.

 

EPÍLOGO

O Papa Paulo VI um dia afirmou:

"ù Mais vale acreditar numa mentira, do que não acreditar numa Verdade. Pois Deus, por termos acreditado na mentira, há-de recompensar-nos pela nossa Fé, mas, por não termos acreditado na Verdade, há-de pedir-nos contas da nossa incredulidade".

"ù Por isso, homem, este é um tesouro que entrego à tua guarda!

Podes condenar-te com ele nas mãos, ou, Salvar-te, se o depositares no teu Coração!

A Escolha é tua…"

ç  é è   C