NOVÍSSIMOS DO HOMEM

 

 

BÊNÇÃO ESPECIAL  

 

Editorial do dia 8 de Março de 2015  

 

Nesta Página da Amen, pode encontrar a abordagem do Tema Global dos

NOVÍSSIMOS DO HOMEM

ÍNDICE 

 O que são os Novíssimos do Homem

 Morte

 Juízo

 Paraíso

 Inferno

 Os Novíssimos do Homem no Catecismo da Igreja Católica

 Conclusão e Conselhos

 

 

 O que são os Novíssimos do Homem

Novíssimos do Homem são as 4 Etapas da Vida Espiritual da Criatura Humana, que não se repetem e por isso são Novidade absoluta para o Homem. Duas dessas etapas são efémeras e duas são eternas. O Homem só experimenta 3 dessas Etapas.

Os Novíssimos do Homem são:   Morte,   Juízo,   Paraíso   e   Inferno.

Temos conhecimentos sobre estes Novíssimos, que nos são transmitidos pela Doutrina da Igreja Católica, mas, individualmente, não temos experiência alguma deles.

Temos conhecimento da Morte, pelo que vemos nos outros, mas nunca tivemos o testemunho de alguém que por ela tenha passado. Há rumores aqui e ali de casos que relatam experiências de morte e volta à vida, mas ninguém confia ao certo sobre a sua fidedignidade, porque quem realmente morreu, nunca voltou para contar.

Acreditamos que haverá um Juízo, a partir do qual iremos ou para o Inferno ou para o Paraíso, mas verdadeiramente alguém já passou por eles? Deles só temos conhecimento através da Fé e da Doutrina que nos é transmitida pela Igreja fundada por Jesus Cristo.

Chegam-nos relatos de Revelações extraordinárias, mas só conseguimos tomar consciência delas através da Fé, Dom de Deus, que faz com que acreditemos, no que os olhos da carne nunca viram nem nós experimentámos materialmente.

Somos confrontados com uma Novidade absoluta nas nossas vidas terrenas. São Eventos Novíssimos e determinantes para a Vida Eterna. A partir da Morte, tudo fica decidido pela maneira como vivemos na Terra. A partir da Morte, nada pode ser mudado quanto ao nosso destino Eterno, porque a Vontade e os méritos adquiridos pelas Boas Obras cessam e ficam como que congelados, sem poderem ser acrescentados. O mesmo em relação às más obras. A nossa Vontade na Vida Eterna, com relação ao Amor, fica cristalizada e não pode ser alterada. Ou há arrependimento até o momento decisivo da Morte, ou nunca mais haverá o arrependimento que nos possa salvar para a Vida Eterna.

Daqui decorre a importância de sabermos bem do que tratam os Novíssimos do Homem. Ou nos cuidamos antes da Morte, ou depois…, não há volta atrás.

Estes são os Temas Novíssimos mais importantes que existem para o ser humano. E no entanto, alguém se preocupa verdadeiramente com eles? Muito poucos… E este é o maior drama da humanidade. A humanidade anda distraída e não se preocupar com a Vida Eterna e o que ela há de significar para cada um de nós.

Por isso não me cansarei de repetir vezes sem conta, que este Tema dos Novíssimos é o mais importante Tema da Humanidade, que deve ser ensinado, aprofundado, meditado e repetido vezes e vezes sem conta.

A Vida Eterna é uma opção que se faz durante a Vida, e nunca depois da Morte! A opção que façamos pela Vida Eterna no Paraíso, tem como consequência uma vida em estado de Graça e sem pecar, amando a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a nós mesmos!

Eclesiástico 7,40

40 Em tudo o que fizeres, lembra-te de teu fim, e jamais pecarás.

 

 Morte

Morte é a separação da Alma do Corpo. O ser Humano é constituído por três partes: Espírito, Alma e Corpo. A Alma faz a união entre o Espírito e o Corpo. No momento da Concepção do Ser Humano no ventre materno, o Espírito fica unido ao corpo embrionário e a pessoa humana passa a existir. Nos primeiros dias, o desenvolvimento embrionário é controlado por alguma informação genética e pela alma da mãe. Passado algum tempo, é-lhe infundida uma Alma própria, que passa a controlar todo o desenvolvimento material e todas as suas funções. A Alma é o sopro da Vida e é, como que uma gota Espiritual de Deus presente nas suas criaturas.

Quando a Alma, que é de natureza espiritual, se separa do corpo, este morre. É a Morte! A partir daí, o corpo volta ao pó da terra de que foi formado, e o Espírito e a Alma, continuando eternamente unidas, enfrentam o Juízo Particular, após o qual o seu destino fica traçado, e será, ou a Vida Eterna no Paraíso, ou a Morte Eterna no Inferno.

 Juízo

 Quando falamos de Juízo, temos de ter consciência de que existem dois tipos de Juízo:    Juízo Particular   e   Juízo Universal.

Juízo Particular é feito perante Jesus Cristo após a Morte da pessoa. A Alma, individualmente, é levada à presença de Jesus Cristo, diante o qual vê, com os Olhos e a Luz Divina, toda a sua vida terrena.

Neste Juízo Particular, está presente satanás, que é o acusador. Ele clama pelos direitos que adquiriu sobre a alma durante a sua vida terrena.

Consoante o estado da sua Alma no momento da Morte e as disposições que teve durante a sua vida terrena, opta por dois caminhos:

- O Caminho da Vida Eterna no Paraíso - Tendo amado a Deus e o próximo na vida terrena, e desejando ardentemente estar Sua companhia, mas envergonhado pela impureza e negridume da sua Alma, joga-se voluntariamente no Purgatório, para uma purificação total e pagamento das penas temporais, que tem consciência de dever cumprir, até que esteja reabilitada a sua pureza original e em condições de ser presente novamente a Jesus, face a face. Quando a Alma ama a Deus, submete-se à Sua Misericórdia e é julgado pela Misericórdia Divina.

- O caminho pela morte eterna no Inferno - Horrorizado pela Santidade, pela Beleza e Luz de Jesus Cristo, envergonhado, revoltado e sem esperança de obter perdão, joga-se no Inferno blasfemando contra Deus. Quando a Alma não ama a Deus, submete-se à Sua Justiça e é julgado pela rigorosa e infalível Justiça Divina.

Catecismo da Igreja Católica

§1022   Cada homem recebe em sua alma imortal a retribuição eterna a partir do momento da morte, num Juízo Particular que coloca sua vida em relação à vida de Cristo, seja por meio de uma purificação, seja para entrar de imediato na felicidade do céu, seja para condenar-se de imediato para sempre.


O Juízo Universal ou Juízo Final, tem lugar com a Vinda Gloriosa de Jesus Cristo, para julgar os vivos e os mortos, antes de serem instaurados Novos Céus e Nova Terra. Neste Juízo Universal, estarão presentes todas as Criaturas Angélicas e Humanas que foram criadas, e todos os pecados dos condenados ao inferno, serão expostos na presença desta multidão das Criaturas de Deus.

Catecismo da Igreja Católica

§1040   O Juízo Final acontecerá por ocasião da volta gloriosa de Cristo. Só o Pai conhece a hora e o dia desse Juízo, só Ele decide de seu advento. Por meio de seu Filho, Jesus Cristo, Ele pronunciará então sua palavra definitiva sobre toda a história. Conheceremos então o sentido último de toda a obra da criação e de toda a economia da salvação, e compreenderemos os caminhos admiráveis pelos quais sua providência terá conduzido tudo para seu fim último. O Juízo Final revelará que a justiça de Deus triunfa de todas as injustiças cometidas por suas criaturas e que seu amor é mais forte que a morte.” 

Ver a Página da Amen com o aprofundamento sobre o Juízo no seguinte Link:    Juízo

 



 Paraíso

Paraíso Celeste ou Paraíso Empíreo é o local que foi criado por Deus para habitação dos Anjos, no Primeiro Dia da Criação, muito antes da Criação de Adão e Eva.

Ver a Página da Amen com o aprofundamento sobre o Paraíso no seguinte Link:    Paraíso

 

 Inferno

Inferno é a local que foi criado por Deus para habitação dos anjos caídos e expulsos do Paraíso, antes da Criação de Adão e Eva.

Depois dos anjos rebeldes, ou demónios, terem sido expulsos do Paraíso, foram lançados no Inferno, local tenebroso que se situa nas zonas cavernosas do centro da Terra, de onde só saem para tentar a humanidade.

É para o Inferno também que vão todas as almas que se condenam, devido à sua vida, devido à falta de amor a Deus e aos homens e pelas maldades cometidas na sua vida terrena, dos quais não tiveram qualquer tipo de arrependimento até à hora da sua morte.

Ver a Página da Amen com o aprofundamento sobre o Inferno no seguinte Link:    Inferno

 

Se bem que, nos ensinamentos da Igreja Católica, nos Novíssimos do Homem não esteja incluído o Purgatório, por ser temporário, penso que se o deva ter em muita consideração.

Ver a Página da Amen com o aprofundamento sobre o Purgatório no seguinte Link:    Purgatório

 

 Os Novíssimos do Homem no Catecismo da Igreja Católica

Os Novíssimos do Homem não são abordados como um conjunto no Catecismo da Igreja Católica, mas tão só são explicitados os seus constituintes separadamente. Os Novíssimos só aparecem no Compêndio do Catecismo na Secção das Fórmulas de Doutrina Católica.

 

 

 Conclusão e Conselhos

Tomando consciência da importância dos Novíssimos, devem figurar no lugar proeminente em qualquer acção de Evangelização e Catequização.

O abordar o tema dos Novíssimos do Homem provoca sempre um grande impacto em quem se apercebe da sua avassaladora importância na vida e no devir de cada um de nós. É da meditação da importância da Morte, Juízo, Paraíso e Inferno, que pode nascer o interesse de buscar as coisas do Alto, e do inevitável encontro com Deus.

Foi o próprio Jesus que nos chamou a atenção, tantas e tantas vezes, para os quatro temas fulcrais dos Novíssimos, e por isso, sigamos o Seu exemplo na chamada de atenção para esta escatologia individual do homem.

 



www.amen-etm.org/Novissimos.htm